Som

out 26, 2016 | por Sandra Merlo | Física acústica

Sons fazem parte da nossa vida de forma permanente. Todos os sons são atrelados a algum tipo de significado. Provavelmente você não terá dificuldades para identificar os dez sons abaixo. São sons comuns à nossa vida ou simbolicamente identificados com certa atividade.

 

(Os sons acima foram obtidos de uma biblioteca de sons (ver aqui). Da mesma forma que existem dicionários que listam palavras de uma língua, também existem bibliotecas que listam sons típicos presentes em nosso meio).

A palavra “som” evoluiu do latim “sonus”. Atualmente, a língua possibilita usos variados a partir deste vocábulo:

  • Através do coletivo “sinfonia”.
  • Através do verbo “soar”.
  • Como elemento antepositivo ou pospositivo, “-son(o)-”, de formação de palavras: “consoante, consonantal”, “dissonância, dissonante”, “ressoar, ressonância, ressonante”, “sonata”, “soneto”, “sonoridade, sonoro”, “uníssono”.
  • Com expressões cristalizadas, como “em alto e bom som” ou “ao som de”.

O vocábulo “fone”, que evoluiu de “phone”, é o equivalente grego para “som”. A língua também possibilita diversos usos:

  • Como elemento antepositivo ou pospositivo, “-fon(o)-“, de formação de palavras: “afonia, áfono”, “fonética”, “fonoaudiologia”, “fonação”, “fonologia”, “interfone”, “microfone, microfonia”, “telefone, telefonia”, “saxofone”.
  • Com locuções, como “fone de ouvido”.

Listei esses exemplos a fim de mostrar como a língua registra e simboliza de forma muito marcante a influência dos sons na nossa vida.

Vou dar início a uma série de textos sobre som. Vou iniciar pela Física Acústica, com seus conceitos fundamentais sobre ondas sonoras, frequência, intensidade, ressonância. Pretendo chegar na Fonética Acústica, com seus modelos acústicos dos sons da fala, particularmente das vogais.

 

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment